Limpeza e Conservação

Limpeza e Conservação

Separamos aqui algumas dicas de cuidado e manutenção para prolongar a vida útil dos seus móveis

 

Primeiramente é importante analisar o material com o qual foi confeccionado o móvel, pois a forma de limpeza e conservação está diretamente relacionada com o tipo de material e de acabamento que foi usado na fabricação do mesmo.

 

Deve-se começar tirando a poeira cuidadosamente com um pano seco ou espanador macio, para que não haja o perigo do pó sob a pressão e movimento do pano arranhar a superfície. Faça movimentos circulares tirando o pó do centro do móvel para fora.

Jamais utilizar produtos pontiagudos ou abrasivos durante a limpeza, como espojas de aço ou saponáceos, pois eles podem provocar riscos e ranhuras definitivas ao acabamento.

Panos usados na limpeza doméstica em geral podem conter partículas abrasivas e riscar o acabamento. É recomendável usar panos novos ou que sejam destinados exclusivamente para este fim. As flanelas ou panos de microfibra são ideais por serem mais macios. Aplique apenas quantidade necessária de produto para deixar a superfície limpa e evite ficar esfregando repetidas vezes.

 

Panos claros ou brancos são as melhores opções por não ter possibilidade de soltar tinta e manchar os móveis.

 

Não arraste o móvel cheio. Se for preciso trocá-lo de lugar, esvazie-o totalmente e puxe-o pela base ou em local bem próximo a ela.

É também sempre importante verificar o peso que o móvel suporta para não ultrapassar esse limite e comprometer a estrutura e a sua durabilidade.

 

Evitar manter os móveis expostos ao sol ou calor excessivo, mesmo quando protegido por vidros ou películas, pois o calor ou diferenças bruscas de temperatura podem causar deformidades na estrutura. Não colocar panelas e outras travessas quentes diretamente, procurando sempre utilizar protetores específicos.

 

Recomenda-se também evitar cortar alimentos e utilizar objetos cortantes sobre qualquer superfície, sem uma proteção resistente. Você pode acabar riscando e danificando o revestimento.

Móveis e umidade não combinam, mesmo os móveis especialmente construídos para a exposição à umidade, como os móveis para jardim e os móveis náuticos, precisam de cuidados especiais e manutenção preventiva. A água em excesso sempre danifica os móveis de madeira e os fabricados em aço podem oxidar em contato com ela. Durante a limpeza é muito importante não deixar acumular água especialmente nos cantos evitando infiltrações.

 

 

Madeira maciça ou folhas de madeira natural

O envelhecimento natural da madeira pode ocorrer de forma acelerada se exposta a temperaturas elevadas e a umidade, principalmente as madeiras maciças. Podem surgir pequenas rachaduras, fissuras, deslocamentos e mudança na coloração da madeira e do acabamento. Dessa forma é importante evitar a exposição do seu móvel ao calor e raios UV naturais e artificiais, pelo menos nos horários de maios incidência direta, isso aumentara a durabilidade do mesmo.

 

Outro fator importante são os cuidados com líquidos ou vapores. A madeira, como material natural, é muito suscetível ao contato direto com com estes tipos de umidade. É recomendado, caso haja derramamento de qualquer líquido, que a mesma seja enxugada e limpa o mais rápido possível, para evitar que a madeira o absorva, e conseqüentemente apareçam manchas.

 

De maneira geral a limpeza dos móveis de madeira deve ser feita com um pano macio ou flanela seca para a retirada do pó, e uma vez por mês uma limpeza com o mesmo tipo de pano macio ou flanela, umedecido, secando logo em seguida para evitar a absorção e umidade.

 

 

Encerados

Podem ser limpos diariamente com um pano macio ou flanela, sempre a seco. Não use produtos químicos ou solventes.

 

Para renovar o brilho de madeiras naturais pode-se usar o lustra móveis ou cera de abelha de forma moderada e com cuidado.

 

 

 

 

 

Vernizes, lacas e esmaltes

Esses tipos de acabamentos tornam a superfície mais sujeita a riscos, por isso, na hora da limpeza use sempre um pano macio ou flanela, seco ou umedecido em solução de água e sabão neutro e logo em seguida secando. 

Riscos profundos só podem ser recuperados com a reforma do acabamento por um profissional.

 

Não use produtos químicos como álcool, solventes e lustra móveis.

 

É importante evitar deixar os móveis expostos diretamente ao sol para não sofrerem alterações na cor ou ressecamento da pintura.

 

 

Laminados melamínicos

Para garantir uma boa limpeza do móvel revestido com este material, umedeça um pano com água e adicione detergente ou sabão neutro. Após esta limpeza, algumas manchas podem aparecer no material, para que isso não aconteça, após a higienização com o pano úmido, passe um pano seco sobre a superfície e assim o seu móvel ficará livre de manchas e com aspecto brilhante e polido.

 

Para remover mancha de caneta esferográfica da superfície do laminado melamínico, limpe a mancha com um pano embebido em álcool ou em uma solução de água e vinagre.

 

Vale ressaltar, que para fazer a limpeza desse tipo de material, não é recomendado usar qualquer tipo de esponja que possa deixar riscos e marcas. O ideal é usar apenas panos de limpeza macios para fazer a higienização desse revestimento. Além disso, não se deve utilizar produtos de limpeza abrasivos, com cera, silicone ou solventes para fazer a higienização de móveis em laminado. Estes produtos podem manchar, danificar e dificultar a conservação da superfície do seu móvel.

 

Evite usar desengordurantes e limpadores multiuso, esse tipo de produto em excesso, usando diariamente ou semanalmente, desgastam e amarelam a lamina. Use só em caso de extrema necessidade.

 

Outra dica para conservar a superfície em laminado melamínico é sempre evitar o contato desse material com objetos quentes ou água em excesso. O calor ou a umidade excessiva pode fazer com que o revestimento deforme ou manche. Em vez de colocar panelas quentes diretamente sobre o móvel, prefira usar uma peça para proteger o móvel do calor da panela.

 

 

Acabamentos metálicos e ferragens

A oxidação dos metais pode ocorrer principalmente por causa da poeira, umidade e maresia, principalmente metais com acabamento cromado, que é mais sensível a variações climáticas.

A limpeza das superfícies metálicas como aço inox polido ou acetinado, alumínio ou latão cromados, niquelados, anodizados, envernizados ou pintados, deve ser feita semanalmente, utilizando sempre um pano macio, ou flanela, seco para remover totalmente o pó.

Não utilize materiais abrasivos como esponjas de aço, esponjas sintéticas, saponáceos, polidores, pasta polidora ou solvente.

 

Caso derrame algum líquido, seque o mais rápido possível e remova qualquer resíduo com esponja umedecida em água limpa, secando bem logo em seguida.

 

 

Para corrediças, um pincel de ceda suave é o material mais indicado para efetuar a limpeza, pois assim você conseguirá remover os resíduos das corrediças. Na ausência do pincel utilizar um pano ligeiramente umedecido com água. Evitar o acúmulo de poeira nas corrediças é ideal para manter o funcionamento correto e eficiente da ferragem, pois o seu funcionamento ocorre através de rolamentos. Elas possuem um lubrificante para facilitar o deslizamento do mecanismo, portanto produtos adequados para lubrificação podem ser utilizados para aumentar a durabilidade.

 

 

 

 

 

 

Para as dobradiças a dica é passar um pano levemente umedecido em água. Esse tipo de limpeza básica pode ser realizado diariamente ou semanalmente. Para manter limpo por mais tempo, uma sugestão é lubrificar com uma leve camada de produto específico, evitando a oxidação e aumentando a vida útil do material.

Vidros, espelhos e acrílicos

Para limpeza diária, umedeça um pano limpo e macio em uma solução de água e detergente neutro, passando por toda a superfície. Enxágüe com pano úmido, secando logo em seguida.

Para limpezas mais eficientes, limpar com álcool ou vinagre a fim de deixar mais brilhante. Para secar utilize pano seco ou papel toalha logo em seguida. Jamais utilize solventes como: benzina, thinner, acetona e outros, bem como produtos abrasivos como saponáceos, esponjas de aço e similares.

Riscos superficiais em acrílicos brilhantes podem ser removidos com um novo polimento por um profissional.

Recomendamos não apoiar objetos quentes ou gelados sobre tampos de vidro e evitar batidas, principalmente nas bordas, pois esses são pontos frágeis mesmo em vidros temperados.

 

Vidros jateados ou acetinados devem ser usados sempre com a face fosca voltada para parte interna ou para baixo, pois absorvem gordura nestas superfícies que não são completamente lisas, e assim podem manchar.